Reviravoltas pré-Austrália

As duas semanas iniciais do ano são encaradas como meras “preliminares” para o Aberto da Austrália, mas a primeira delas já trouxe alguns indicadores sobre os tenistas mais importantes do circuito e como eles chegam a Melbourne para o primeiro Grand Slam de 2011. Vamos então a um comentário sobre os destaques dos últimos sete dias.

Roger Federer: campeão do torneio de Doha, o suíço mostrou que continua no mesmo embalo do segundo semestre de 2010. Com um jogo praticamente sem falhas, Federer só perde quando está aquelas viajadas (infelizmente, algo ainda comum), deixa de converter match-points ou diante de um Nadal num bom dia.

Rafael Nadal: confesso que fiquei com o pé atrás com o espanhol nessa semana de Doha. Rafinha entrou na chave de duplas, algo que a maioria dos jogadores fez, normal. Porém, mesmo demonstrando claro cansaço físico durante as partidas de simples, ele continuou jogando duplas. Nadal tomou um pneu (6/0) de Lukas Lacko (!!!!) e só não tomou outro do Davydenko porque o russo não quis. Daí, logo em seguida, ele jogou a final de duplas e foi campeão. Ele subitamente superou o cansaço por um título de duplas? Explica aí, Nadal!

Novak Djokovic: jogou a Copa Hopman, ou seja, só pegou ritmo de jogo. Não podemos saber ainda como está o seu jogo, já que suas férias foram menores e as comemorações da Davis duraram pelo menos até o Natal…

Andy Murray: também jogou a Copa Hopman. Já disse aqui que o Murray era uma boa aposta para a Austrália pelo piso que favorece, porém, o seu caminho ficará mais difícil. Com o título em Brisbane, Soderling assumiu a quarta posição do ranking no dia 10 de janeiro. Ou seja, Murray será o cabeça de chave 5, podendo encontrar Federer, Nadal ou Djokovic nas quartas. Ficou mais difícil…

Robin Soderling: o sueco se consolidou como melhor-tenista-do-ano-tirando-Nadal-Federer-Djokovic-e-Murray e agora busca o título de tenista-que-pode-ser-melhor-que-Djokovic-e-Murray. O Australian Open é uma grande oportunidade e Soderling parece menos acomodado do que o sérvio e o britânico. Com a condição de cabeça 4, a aposta nele é boa.

Nikolay Davydenko: estou quase apelidando o russo de JASON. Depois que ele perdeu a condição de quarto do mundo para o Murray, o Davydenko deu uma beeeela sumida. Voltou do nada e ganhou o ATP Finals e Doha em seguida. Ele estava de volta!!! Daí ele desapareceu outra vez (por causa de lesão, ok, mas faz parte) e ressurge na mesma hora e no mesmo lugar, Doha, com o vice-campeonato. Mesmo assim, ainda é cedo para saber se aqueeeeele Davydenko está de volta.

Stanislas Wawrinka: o suíço que não é o Federer mostrou que está bem, ganhou do Berdych na semifinal de Chennai e depois levou o título. Mas o verdadeiro babado da semana foi o pé que ele deu na esposa e na filha. A ex-mulher ainda deu entrevista no jornal falando que ele largou as duas porque queria “se dedicar totalmente ao tênis”. TENSO.

E vocês achavam que eu não falaria de WTA…

Ok, eu não dou muita atenção para as garotas, ainda mais agora que DIVA Elena Dementieva não está mais entre nós (snif). Porém, os primeiros títulos de 2011 já não deixaram uma boa impressão sobre o que veremos por aí.

Em Auckland, a organização fez uma super divulgação pela presença de Maria Sharapova, Dinara Safina e Svetlana Kuznetsova. O que eles não esperavam era que as bonitonas (ops, só a Sharapova é bonitona) perderiam logo no início. #epicfail. Então, pensávamos que Yanina Wickmayer seria campeã. Daí, o título acabou nas mãos da GRETA ARN. Minhas condolências ao diretor do torneio.

Em Brisbane, a Samantha Stosur também decepcionou, mas ainda está na minha lista de favs para o Aberto da Austrália. Então, todo mundo pensou “ah, a Andrea Petkovic vai vencer, legal, ela é simpática, tem a dancinha, é super simpática no Twitter, etc”. Mas a campeã foi a PETRA KVITOVA. Não é fácil.

Enquanto isso, Ana Ivanovic se machucou na Copa Hopman. Realmente uma pena, porque a sérvia parecia estar jogando muito bem. A Vera Zvonareva deu um pneu na Caroline Wozniacki em Hong Kong (será que a russa sai do vice?) e a Venus mostrou que dificilmente haverá um título das irmãs Williams nos Grand Slams desse ano.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Torneios ATP, Torneios WTA

5 Respostas para “Reviravoltas pré-Austrália

  1. Falando um pouquinho sobre o WTA de Auckland:

    Acho que a Yanina só perdeu a final em Auckland porque estava exausta. Dos 4 primeiros jogos, somente contra a Halep foi em dois sets. E outros jogos duraram mais ou menos 3h (graças às yaninadas, é bem verdade).

    Mas eu gostei do desempenho dela em quadra. Bem agressiva, subia à rede, estava voleando muito bem. E se não tem muita cabeça para matar os jogos, mostrou uma determinação, especialmente na semifinal contra a Peng, que dava gosto de torcer pra ela.

    Sveta perdeu um jogo absolutamente ganho contra a Peng. Tinha 3/0 e duas quebras de vantagem no 3º set. O maior destaque da Safina é a perda do patrocínio com a Adidas, pra “coroar” o ano desastroso que ela teve em 2010.

    A Sharapova… foi triste… Apenas.

  2. Luigi

    A ATP é melhor em termos técnicos, indiscutivelmente, mas… Comecei a madrugada vendo Wickmayer x Arn, um jogo bom, nada excepcional, mas com belas trocas de bola, emocionantes. Depois, fui pra Soderling x Roddick. Dois games, seis ou sete aces. Chato. Aí lembrei porque troco ATP por WTA frequentemente.

    Pergunta: é neste ano que a Docinho de Coco deixará de ser uma donzela dos Slams, Sheila?

    Beijos!

  3. ju penna

    “se meus amigos nao lerem minhas bobagens, quem vai ler?” VIEIRA, Sheila
    😀

    Ótimo texto, como sempre!! Torço pro sueco (que não é o Wawrinka) esse ano!! 😉

  4. yuri

    muito bom!
    mas pq a mudanca de nome? 😦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s