10 barracos inesquecíveis do tênis

Tirem as crianças da sala! Inspirada por um post sobre rivalidades de @JamesLaRosa, resolvi lembrar (e mostrar, caso você não acompanhe tênis) os dez melhores barracos do tênis. Claro que vocês vão lembrar de muitos que não estão aqui, mas a ideia era não repetir os tenistas e mesclar nomes atuais com os do passado, homens e mulheres, brasileiros e estrangeiros. Porém, minha gente, não espere tapas, socos, pontapés, nada disso. Afinal, isso é tênis. Você pode gritar, xingar, dar piti, mas nunca desarrumar o cabelo ou sujar o uniforme. Aos barracos! (se algum for desativado pelo YouTube, me avisem)

Rafael Nadal x Carlos Bernardes
Quando: ATP Finals de 2010
Motivo do barraco: uma bola do Berdych que o Nadal alegou fora, o árbitro brasileiro deu a marcação, o Berdych desafiou e tinha sido dentro. Ao invés de repetir o ponto, o Bernardes deu o ponto para o tcheco.
Frase marcante: “¡Estás – diciendo – una – barbaridad!”

Andy Murray x Juan Martín Del Potro
Quando: Roma, 2008
Motivo do barraco:
ambos eram jovens, não muito famosos, marrentos e botaram a mãe no meio
Frase marcante:
“He’s talking about my mum, what the hell is he doing?!”

Serena Williams x juíza de linha
Quando: US Open, 2009
Motivo do barraco: faltavam dois pontos para a Clijsters vencer a Serena e a norte-americana fez uma “foot fault” (pisou na linha no saque), dando um match-point para a belga. O problema é que ela começou a ameaçar a juíza de linha (a leitura labial depois revelou um “vou enfiar essa bola na sua garganta”), tomou uma advertência e perdeu mais um ponto, ou seja, a partida. O constrangimento do momento se resume na expressão da Clijsters.
Frase marcante: “I didn’t say I would kill you, are you serious?”  e a mulher na plateia “Yeah, you did!”

John McEnroe x Jimmy Connors
Quando: Chicago, 1982
Motivo do barraco: nenhum. Eles se odiavam mesmo.
Frase marcante: não dá para ouvir nada. Mas pelo menos tem dedo na cara.

Nadia Petrova x Liezel Huber
Quando: Wimbledon, 2007
Motivo do barraco: o vídeo é BEM auto-explicativo, acreditem
Frase marcante: “GET AWAY, I’M NOT FINE!”

Crazy Dani x juiz de linha
Quando:
Buenos Aires, 2009
Motivo do barraco:
é o Crazy Dani. Poderíamos fazer uma lista só com ele.
Frase marcante:
mano da plateia “LOCOOOOOOOOOOOOOO”

Martina Hingis x Steffi Graf + juízes + Paris
Quando: 
Roland Garros, 1999
Motivo do barraco: 
é a Hingis. Poderíamos fazer uma lista só com ela.
Frase marcante:
narrador “don’t do that! You can’t go across the net! That’s a no-no”.

Novak Djokovic x Andy Roddick + Nova York
Quando: US Open, 2008
Motivo do barraco: naquela época distante em que o Djokovic era conhecido como o-cara-que-inventava-contusão-para-abandonar-quando-perdia, Roddick tirou com a cara dele antes da partida dos dois. Pois bem, o Djokovic ganhou o jogo e não deixou por menos. Só que, assim como o Homem-Aranha, ninguém mexe com o Roddick em NY.
Frase marcante: “Andy was saying I had 16 injuries in the last match, so obviously I don’t, right?”

Roger Federer x árbitro + Juan Martín Del Potro + desafio
Quando: US Open, 2009 (sim, de novo)
Motivo do barraco: o árbitro não deixou o Federer pedir o desafio depois de algum tempo.
Frase marcante: “I don’t give a shit what he says. Don’t fucking tell me the rules! You guys should know the rules, right?”

Flávio Saretta
Clássico. Sem mais. Ver até o final.

PS: A semana do tênis foi surpreendente. Vocês podem ver as notícias.

PS2: lembram que eu ia fazer um post versão feminina dos look-a-likes dos homens? Então, eu não fiz, mas o @gegalli fez! Check it out: http://wtaangels.blogspot.com/2011/04/separados-no-nascimento.html.

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em Torneios ATP, Torneios WTA

8 Respostas para “10 barracos inesquecíveis do tênis

  1. Glaucia

    Tem o do Hewitt com o chela… Qdo chela cuspiu em direção ao hewitt qdo se cruzavam próximo a cadeira do arbitro.

  2. Gabriel Diniz

    Com ou sem briga, bons tempos de hingis e graf numa mesma quadra. Quanta diferença do feminino de hoje. Detalhe do vídeo das duas: o narrador ‘that’s a no-no’ é o John “CAN NOT be serious” McEnroe [http://youtu.be/ekQ_Ja02gTY]

  3. – Essa final do Rolanga 99 é uma das primeiras lembranças de tênis feminino que eu tenho. Inclusive do comentarista da Manchete falando, com forte sotaque carioca: “A Marrrrtina exxxtá com oxxx nerrrvoxxx à florrr da pele”. Desde então “nervos à flor da pele” me lembra Martina Hingis, assim como Lady Gaga me lembra Radwanska.

    – OUT O CACETE! Clássico! A próxima vez em que encontrar o Saretta – sem ser em um jogo “Imprensa + CBT” x Funcionários do Palmeiras (eu até levei um gol dele!) – peço uma foto autografada com a célebre frase.

    – Crazy Dani tem melhores, tipo aquela em que ele finge ter sido atingido pelo adversário. Mas o “Looooooco” justifica a escolha por este video.

    – Seguindo a vibe do tuíte do Paulistão, Federer e Nadal são tão chatos, mas tão chatos. Que até os barracos deles são meio sem graça. Muito mais as brigas Murray x Delpo (favoritado há algum tempo) e Roddick x Nole! hahaha

    – Bom, este ano já temos um barraco muito bom: Bepa x Juiza tailandesa que “entende” russo – http://youtu.be/ebul-AHJ6To

  4. Hahahahaha Morri de rir aqui.

    Hingis é clássico. Dos dela (óbvio que não concordo com as declarações) eu prefiro o do Australian Open x Mauresmo by Press Conference. Hingis era ótima e polêmica.

    Petrova e Huber. WOW. A americana ficou louca. A Kuznetsova pasma e a Black quase que entra na onda também. O mais legal disso tudo foi que as protagonistas do barraco jogaram juntas na temporada passada, inclusive em Wimbledon.

    Serenão eu vi ao vivo e, juro, fiquei com medo. Me recordo que estava fazendo um lanche e até me engasguei com o ataque da Serena. Estava vendo a hora que ela ia a tirar a raquete na cara da Shino.

    Ótimo post, Sheila, ajudou a controlar meu ataque de gastrite 🙂

  5. Marcela

    POST mara!!!!!!!!

    Nessa droga de temporada de saibro (Almagro top 10 (?!?!?!!?) ), só seu post pra me divertir! =D

  6. Um que não se pode esquecer é das vezes do Roddick e suas confusões,no Australian Open ele com o juiz de cadeira contra o Kolhscrieiber quando ele perdeu e ele falou para a torcida alemã na austrália “stay in school kids..”
    Tem algumas envolvendo o Hewitt tb!Tinha uma do Ferrer contra o Djokovic que ele perdeu no Australian Open que ele em um dos games ele falou “patético,patético”
    além de outras tb!curti o post!
    beijo Sheila!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s