Missão cumprida

Foram três dias intensos na esfera “trabalhística”, mas não deixarei de postar aqui meus pensamentos sobre Roland Garros. Estou que nem o Nadal:

– CLAP CLAP CLAP Rafa. O homem sabe crescer na hora certa. Só perdeu para o Djokovic em 2011 (o Ferrer não conta, ele se machucou), reagiu naquele primeiro set quase perdido contra o Federer, colocou o suíço no bolso pela milésima vez e demonstrou como nunca sua emoção e o quanto teve que se superar para vencer o título. Ele sabia que seria impossível defender todos os pontos no saibro, mas foi quase perfeito na empreitada. O respeito que ele mostra pelo Federer também é admirável. Sem falar mais uma vez na força mental e no seu TALENTO, como bem disse o Alexandre aqui. Mesmo assim, ainda-acho-que-a-final-teria-sido-mais-disputada-se-o-Nole-estivesse-nela.

– Antes do torneio, olhando apenas a matemática, era fácil cravar que o Djokovic passaria o Nadal em Paris. Afinal a “ÚNICA” forma disso não acontecer era o Nadal ser campeão diante de um adversário que não fosse o sérvio. Ok, como se isso fosse muito difícil de acontecer. O adversário que esteve mais perto de derrotar o Nadal foi o John Isner (!!!) na estreia. Além disso, a chave reservou o semifinalista mais complicado (Federer) para o Nole. Por mais que todo mundo falasse “olha, ninguém fala do Roger, ele pode surpreender”, isso não é verdade. Todo mundo viu o Federer jogar, analisou suas partidas, elogiou suas convincentes vitórias. Tanto que a maioria das pessoas disse antes da semi que o suíço acabaria com a invencibilidade do Nole, como realmente aconteceu. Até o próprio Djokovic parece ter entrado em quadra já conformado com isso.

– Mas nada pode apagar a melhor apresentação que eu vi numa quadra de saibro neste ano: Roger Federer na semifinal. Mesmo com o coração partido pela derrota do Nole, foi um verdadeiro prazer ver o suíço desfilar sua incrível técnica por mais de três horas, quase um repeteco do ATP Finals. Foi o primeiro momento espetacular de Federer na temporada e espero que não tenha sido o último.

– Agora é Wimbledon: “ah, agora na grama, o Federer tem tudo para ser campeão, o Nadal não vai conseguir repetir o título”. Aham, vai nessa, vai…
Tudo depende de que lado Federer vai cair. Quem ficar com o Murray na semi tem a vida mais fácil (a não ser que o Brit faça o torneio de sua vida). Djokovic precisa novamente “só” da final para ser número 1.
O que está claro é que a grande menina dos olhos dos quatro está em Londres. Mas talvez o espanhol entre mais relaxado por ter vencido em Roland Garros. Ok, eu coloquei “relaxado” e “Nadal” na mesma frase. Isso não faz muito sentido…

Agora, gente, vocês lembram dos meus 10 desejos para Roland Garros? Vamos ver quais foram realizados:

1 – Que o Djokovic seja número 1 – Não rolou. THANKS A LOT, ROGER.
2 – Que o Bellucci repita as oitavas de final – Não rolou também. Mas eu não fico brava, afinal, Thomazinho foi responsável pela MELHOR COISA DO TORNEIO: o rolo com a Jarka. Divertidíssimo.

3 – Que o Murray chegue à semifinal – Aconteceu, apesar da torção no tornozelo e daquele-jogo-tenebroso com o Troicki.
4 – Que Nadal e Federer detonem os pangarés. – O Federer cumpriu e o Nadal também, já que eu havia pedido…
5 – Que o Isner ganhe pelo menos um game do Nadal – É rapaz, ganhou dois sets! High five, Tree!
6 – Que Caroline jogue bem – Hum……….. NEXT
7 – Que ocorra uma partida-maratona – Várias. Mas todas com o Fognini (dispenso, grata).
8 – Que o Guga brilhe muito nas arquibancadas – Check!

9 – Que a Petko seja campeã – Nem… mas super curti a Na Li.
10 – Que a ESPN continue disponibilizando a tecla SAP em suas transmissões – rolou também! A única vez que voltei ao português foi no dia do Everaldo Marques, no qual o pobre narrador teve que dar um google no Fernando Gonzalez, já que o Maraucci “achava que ele tinha se aposentado”.

Bye, saibro. Oi, grama.

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em Grand Slam

8 Respostas para “Missão cumprida

  1. Gláucia taricano

    Tenho lido, mas nao comentado!!! Vamos para a grama! E um valeu 2 (ao quadrado) para o federer! Rsrs

  2. Lê Scalia

    Muito bom post, She. Concordo com tudo… o melhor jogo foi mesmo a semi.. e o Federer brilhou muito nela (só pq eu tva torcendo pra ele, que fique bem claro). Mas tudo acabou bem, com meus únicos dois desejos realizados hahaha… que o Rafa fosse campeão e que o o Roger ganhasse do Djoko.
    Pra Wimbledon ainda torço pro Federer.. mas não posso ver o Nadal em quadra, que eu acabo caindo pro lado dele.
    Bjos!

  3. “O rolo com a Jarka”

    Eu imagino o quanto Larri e Bellucci devem ter rido das histórias que a gente inventou com esse casal… Ou não, vai ver que é tudo verdade mesmo e daqui a uns meses teremos uma Bellucci na WTA…

    E finalmente acabou a temporada de saibro! Agora vem toda a classe e o charme da grama… Pena que a temporada é (injustamente) tão curta.

  4. Em primeiro lugar, Rafael Nadal.

    Um dos poucos jogos do masculino que assisti na 1ª semana, foi o dele contra o Andújar. Terceiro set chegou a estar *5/1 40-0 pro adversário e eu já bolava um jeito de tuitar que aquele era”o pior set do Nadal que eu já tinha visto”. Eis que o cara tira uma força sabe-se-lá de onde e destroi o outro lá. Era praticamente certo que ele não iria repetir o que fez no ano passado. Mesmo assim, foi praticamente perfeito, embora tenha passado por uns perrengues no caminho.

    “Só perdeu para o Djokovic em 2011 (o Ferrer não conta)” – Perdeu uma pro Davydenko em Doha, naquele torneio que respira ares WTAnos. O russo quase deu pneu nele, mas fez russice e quase estragou tudo.

    O Federer deu gosto de ver jogar. Desde o ATP Finals a gente não via uma boa sequência de apresentações do suíço. Neste ano, só lembrava do jogo com o freguês Wawrinka na Austrália e o #FedererPuto contra o Stepanek em Indian Wells, no “jogo da meia-noite” hora local (culpa da Sharapova). Assim como é bom ver a Sharapova vencedora é bom ver o Federer vencedor de volta. Eles fazem bem aos circuitos.

    Antes de Wimbledon, tem o Queens, o-torneio-que-o-Nadal-joga e Halle, o-torneio-que-o-Federer-joga. E sim, essas palavras são suas. haha Aí tem uma semaninha com o Makarovão 2011 (Eastbourne) e lá vamos nós pra tal da “grama sagrada” onde Victoria Azarenka proferiu a célebre sentença: “How can you not see the ball? HOW CAN YOT YOU NOT SEE THE BALL?!” [/crise de choro]

  5. Lays Guerrero

    Você manja da parada…textão!!
    Esse e os outros durante RG…Sheila é mito!

    Minhas considerações (que já disse na caixa de outro blog que não me lembro mais).
    – Nadal é foda demais!
    – Roger ainda é meu preferido, mesmo que perca 40x pro Rafinha!
    – Nole é o cara e vai ser nº 1 esse ano, merece!
    – Murray ganhou um pouquinho mais da minha torcida, que coisa!

    Na questão “jogos épicos”, a ATP perdeu com larga vantagem pra WTA!
    Sharapova quase varrida pela Caroline francesa, Schiavone e Jeja, Schiavone e Nastia, Li Na é Kvitova e a final…que muitos acham que foi sem graça, mas eu gostei demais.
    A chinesinha disse que a final de Melbourne trouxe experiência pra ela, eu ri, mas era verdade…que moral pra jogar com a Chica!

    Agora é a grama…meus desejos são fáceis de saber, rss
    Nem vou dividir!!

  6. Vamos ver até onde os meus congelados dedos me deixam ir…

    (Ainda) não vi a final masculina toda, mas o que eu vi (primeiro set, início do segundo e match point), me credencia a comentar algumas coisas:
    Primeiro set – Federer é o cara! O talento (leia-se técnica) e a genialidade (leia-se phoda) são inigualáveis. Dominou o Nadal por completo por um bom tempo, até…
    que o espanhol, que não é bobo nem nada e nem mulher de malandro, cansou de apanhar, mudou sua postura, usou suas armas (leia-se força mental, garra, garra, força mental, força mental, garra…) e virou aquele set. Claro que ele contou com uma bobeada do suíço. Por isso falei em força mental. Nadal sabe que uma hora ou outra o Federer abre a porta, e ele sabe que tem que entrar nessa porta.
    Início do segundo set – Saí de casa com o Rafa dominnado o jogo, porque o cara tem uma força mental incrível. Federer parecia perdido… mas não estava… o jogo se estendeu, e eu não vi… mas demorou muito para chegar o….
    Match Point – Como quase sempre (não pesquisei, mas pelo que recordo) Federer cometeu o erro que possibilitou a queda do espanhol no saibro… é, a tal força mental que sobra em um, existe no outro (principalmente contra outros tenistas), mas diante do Rafa ela parece não existir. Quase sempre o Federer erra no match point. Dessa vez com a direita…
    Não me lembro do que eu pedi… mas no fim das contas (queria usar uma daquelas expressões populares, mas você não acreditaria na minha habilidade de me confundir com todas elas… os meus colegas de curso tiveram a prova por cinco anos) foi um torneio muito interessante. Gostei dos resultados. Mas saibro é passado (os WTAs e ATPs inexpressivos que virão antes da hardcourt season não contam), olhemos para a grama. E, confesso, adoro o verdinho na tela da minha tv/pc.
    Ah, quase ia me esquecendo… Nole (a não ser que aconteça algo muito cabuloso – 2012 p.e.) será número 1, em breve… É natural e merecido. Sim, espero que o Rafa (caso não tenha(m) percebido, sou fã do espanhol) encontre formas de desbancá-lo depois, como encontrou contra o Federer (“this is evolution, baby”)…
    Por fim (UFA!), parabéns pelos textos, pelo bom humor… virei Fã!

  7. Muito bom. Muito bom, como de costume, Sheila. Bjo

  8. Quero ver os pedidos pra Wimbledon!!!um deles é sobre vc conseguir fugir do Uchôa da Sportv que é chato demais hahahahahahahaha
    mas mto bacana os pedidos!nem todos deram certo!
    Beijo Sheila
    Igor
    meu blog de esportes: http://igoresportes.blogspot.com/ e quem quiser seguir meu blog no twitter é @blogdoigor05

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s